terça-feira, 25 de abril de 2017

A violência nossa de cada dia : Amor NÃO agride -Precisamos falar sobre isso


ELE TE AMA, MAS...

Mas reclama das roupas que você usa e te obriga a trocar. Diz que você está muito produzida e maquiada e que você "não precisa" disso.
Ele te ama, mas...vive ameaçando tirar a guarda dos filhos, caso você decida se separar. 
Ele te ama! Mas, controla cada passo seu e duvida da sua honestidade Controla seus gastos, proíbe você de comprar certas coisas e te chantageia com questões financeiras.
Ele te ama, mas não isso não impede que ele te humilhe, ofenda, te faça sentir a pior mulher do mundo e jogue em você uma culpa que NÃO TE PERTENCE.

Ele te ama, mas vive dizendo que vai ter que arrumar outras, se você não quiser ter relações com ele. E, a "culpa" será exclusivamente SUA!
Ele te ama, mas a faz sentir que é uma pessoa difícil de se relacionar e ser amada.
Ele te ama e afinal...coitado...nunca encostou a mão em você! 

Deixa eu te dizer uma coisa, amiga: NÃO PRECISA. Ele não precisa te bater nem deixar marcas no seu corpo, pois o abuso psicológico é tão nocivo quanto. Só, que nos deixa marcas na alma.

NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA NENHUM TIPO DE VIOLÊNCIA.

Temos que parar de culpabilizar as vítimas e vitimizar com culpados.

Se você está com um cara que agrediu a ex namorada, acredite em mim, não era ELA que não prestava, é ELE que é um ser violento. Aceite os fatos e abra os olhos, a pxima será você. 


Ele te ama, mas não deixa você sair com as suas amigas.
"Ah! Isso é PAIXÃO demais, quem ama tem ciúme!"
NÃO! Isso é possessividade. Quem AMA confia! Quem ama não agride!
Ele te ama, mas não aceitou o fim do relacionamento e te perseguiu até voltarem.
"É amor de verdade!" Não querida...é doença. É OBSESSÃO.
Paremos, por favor, de romantizar atos violentos e de apelidar agressões de "Amor".

AMOR é o OPOSTO!
Amor é altruísmo, é entrega, é bem querer. É você se sacrificar pela felicidade do ser amado e não, sacrificá-lo para te satisfazer. Dá pra entender a diferença?

Ele te ama, mas te induz e obriga a fazer coisas que você não quer.
Ele te ama, mas se descontrola facilmente, grita, usa palavras ofensivas e depois pede desculpas. 
"Ele só é um pouco impulsivo". Não...ele é DESCONTROLADO e pessoas descontroladas são capazes de tudo.

Ele te ama, mas não quer que você estude. Que você arrume um trabalho. Que você CRESÇA na vida! Porque pra ele é interessante que você continue dependente. 
Eele te ama e vive arrumando problemas que não existem, indo te buscar na faculdade ou no trabalho, não para te levar pra casa ou porque esta com saudade, mas para te TESTAR e controlar. 
Ele te ama mas, não permite sua autonomia, sua privacidade. Invade suas contas em redes sociais, pega seu celular sem seu consentimento, interfere em conversas com amigos. Ele te ama, mas faz questão de te afastar de todo mundo que gosta de você.
ISSO É ABUSO!
E uma forma bem comum de uma relação abusiva.

 Quando alguém, não só um homem com quem você tem um relacionamento afetivo, mas quando o seu chefe(a), uma "amiga" ou mesmo um parente, ameaçar sua integridade física/moral/psíquica, não pense duas vezes em se afastar completamente dessa pessoa. Em dar um BASTA. Tenha em mente que ninguém é capaz de mudar ninguém. Infelizmente as pessoas melhoram ou pioram dentro de suas essências. A essência é imutável.
E existem várias formas de uma relação abusiva, que às vezes, nós nem nos damos conta, quando vamos ver, já se passou muito tempo.

Uma boa forma de identificar o que está passando dos limites é analisar O QUE você jamais faria com alguém. Esse é o SEU limite. Não permite que façam isso com você. Se ame, se proteja.

Bruna Stamato 
 
      
    
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário