domingo, 8 de janeiro de 2017

Você transformou minhas vagas dissertações em biografia



Porque ele fez minhas vagas dissertações sobre o amor virarem biografia. Dessas que a gente adora ler, que causam palpitação a cada nova página, que arrancam um sorriso tímido, sem querer. Ele faz meu corpo pegar fogo em noite fria. E até a minha alma se arrepiar. Ele é festa numa casa vazia. É tudo quando nada existe. É adrenalina na monotonia. É o sonho que eu mais gosto de sonhar.

Porque ele me traz lanche no trabalho, me deixa falar sem parar....acolhe minha alma como ninguém, tem a lua em Gêmeos com certeza absoluta e uma luz que poucas vezes na vida eu vi em alguém.
Porque só ele tem, esses olhos rasgados que eu tanto amo e um sorriso espontâneo capaz de botar o meu mundo de cabeça pra baixo. E o pior de tudo: Porque ele me faz amar viver assim; A cabeça no pescoço, mas fora de órbita, o coração no peito mas, batendo fora do lugar, todas as minhas ideias girando em torno de um único tema, e o melhor tema, o melhor poema, o meu melhor esquema, é você.
E porque só no seu abraço eu encontro a paz.
Porque só ele faz, os mesmos planos que eu.
Cuida de mim, se preocupa com a minha alimentação...pega no meu pé...e porque ele é, o meu anjo sem asas e nos seus olhos moram uma magnífica constelação.
Ele é o meu verso mais romântico, o suspiro interrompido, a batida perfeita pro meu coração.

Porque ele me mostra todos os dias O QUE É amor, amor de verdade. Amor desses brabos, que a gente deixa de acreditar que existe quando cresce...e que eu até pensei que soubesse, até...até ele chegar.
 Aquele amor onde cada beijo parece uma prece...a que eu mais gosto de rezar.
Até ele chegar era como a Disney sem o Mickey; Um show de rock tomando chá. Até ele chegar era uma lua de mel desacompanhando; Era uma valsa sem par.
A vida era um campo minado; Uma praia sem mar.

Porque ele me faz carinho até eu dormir e me acorda com beijos todas as manhãs e por essas e outras, a felicidade virou rotina.
Porque eu adoro a pessoa que eu sou quando estamos juntos, porque por ele eu tenho vontade de melhorar, de seguir enfrente...passei a ser até mais crente, porque mesmo sem querer, ele me faz acreditar.
E hoje, realmente acredito, que o mundo todo se torna mais bonito, quando se há amor, e o que o amor pode sim ser infinito, pode ser amigo, pode ser sem dor; Pode ser sorriso, pode ser mãos dadas, pode ser sedutor; Pode ser sutil, denso, pode ser até amador! Só não pode nunca, deixar de ser leve, altruísta e encantador. Porque aí deixa de ser o legítimo amor.
E eu já tive muitos genéricos, daqueles que enganam bem por um tempo, mas que não têm o mesmo sabor. Hoje eu não me contento com mais nada, você me deixou mesmo mal acostumada...

Porque eu tenho mais tantas declarações pra fazer e porque eu sei que só você é digno de todas elas.
 Só por isso que eu te amo.
E quero que o mundo saiba! Caso ainda não tenham percebido...

Agradecerei eternamente ao meu cupido, por ter acertado a flecha dessa vez.


Bruna Stamato 

Nenhum comentário:

Postar um comentário