terça-feira, 5 de julho de 2016

Você é o meu universo particular

Você é o meu refúgio na tempestade, onde a minha alma encontra paz. Você é alimento pra toda a saudade... Aquele tipo de amor que a gente sempre quer mais. Você é a minha rede entre coqueiros. É a minha loucura e meu esteio; Nada no mundo me excita como a tua dualidade explícita, de hora anjo, hora um lobo voraz. Só você me faz fechar as cortinas em pleno meio dia...é que até a sua monotonia é algo tão fugaz. Me surpreender, me virar do avesso e transformar a minha rotina em algo maravilhoso é só você quem faz. O seu amor é meu pêndulo interior de equilíbrio, quando o mundo todo parece estar ruindo, olhar bem fundo nos seus olhos me acalma, me dá aquela certeza certeira de que não importa o estrago em volta, tudo vai ficar bem porque nós temos um ao outro. Você nem precisa dizer nada pra eu compreender o seu tudo. E aí, bem de baixo das tuas roupas, é o meu mundo. Você é água no fim da corrida...é o meu prêmio de recompensa por já ter penado tanto nessa vida. Só porque você existe que eu acredito no amor. Você é alívio instantâneo para toda dor. É amnésia para o sofrimento. É raio de luz direto na alma, daqueles que acabam com qualquer temor. É o meu maior acerto. Porque você não transformou meus sonhos em realidade, você fez os meus sonhos parecerem bobos diante da realidade tão linda que você nos criou... e como o futuro me espera sorrindo, sabendo que é ao teu lado que alçarei meus vôos, daqui pra frente. De tão real que você é, parece até inventado, fruto da minha fértil imaginação, mas não iria tão longe assim, nem que eu te desenhasse à mão; Nem nos meus devaneios mais complexos. Você é sempre meu melhor verso, meu melhor assunto, o que mais me anima. É denso; É suave; É amplexo. Tudo em você é harmonioso, tudo combina; Teu nome, teu jeito, tua música preferida. Você é um poema cheio de rima! Tudo em você me fascina...desde o sorriso até o sexo; Passando pela nuca, costas e pela adrenalina que me provoca, muito pior que qualquer droga, esse beijo me alucina. Você é o meu universo particular; Todas as estrelas numa só criatura! De onde eu tiro forças pra continuar. Minha boia de sanidade num mar de loucura, onde só com você eu gosto de mergulhar. Teus olhos substituem fácil as galáxias! No teu sorriso cabe todo o meu mundo. Tuas mãos ditam meu ritmo, hora guitarra, hora tamborim; Eu nem ouso reclamar...adoro ser tocada por você, faz o meu corpo e mente delirar. Hora pólvora, hora estopim. Pois é...você é o meu pôr do Sol sem fim...que eu nunca canso de admirar. Bruna Stamato

Nenhum comentário:

Postar um comentário