terça-feira, 21 de junho de 2016

A Culpa é sua, mulher!

A culpa é sua, mulher! É isso mesmo. A culpa é sua, quando tentou fazer daquele bonitinho, filhinho da mamãe, um Homem. A culpa é sua, por ter se deixado levar pelos teus nobres sentimentos e por não ter protegido teu coração. A culpa é sua, boba, que achou que teu amor seria suficiente para mudar um cara, e fazer dele alguém melhor. A culpa é sua, que se entrega por completo e ainda acredita nos bons sentimentos das pessoas. A culpa é sua por sofrer demais, quem mandou amar demais? A culpa é sua por quebrar a cara! Quem manda ser Mulher com M maiúsculo e pagar pra ver?! A culpa é sua por estar sozinha! Deveria ter aguentado aquele último babaquinha, que reclamou do tamanho do seu salto... quem manda ser autossuficiente e se ACHAR? Tá vendo...dá nisso. Dá nisso, de abrir uma garrafa de vinho e tomá-la todinha, sem medo, na companhia só dos teus próprios pensamentos. Dá nisso, de não SE ACHAR, mas de se ter CERTEZA da grande MULHER que você é! Dá nisso....de marcar uma viagem e ir, mesmo sem companhia. Dá nisso, de causar uma inveja cruel naquela menininha que estudou contigo na faculdade...quem mandou você crescer e comprar tuas próprias camisinhas? Dá nisso... A culpa é sua por não ter tempo pra perder com qualquer cantada, com ” happy hours” tristes e decadentes. Quem mandou querer ser independente? Não quis fazer uma carreira, lutar pelos seus ideais? Dá nisso...tempo escasso, para gastar somente com o que vale muito a pena! Tivesse casado com o namorado do colegial...aquele certinho que a tua família adorava...a culpa é sua de ter que ralar agora, quem manda se entediar do certinho e ir se divertir com os errados?! Quem mandou seguir teu coração? Quem mandou você cagar para a opinião alheia? Quem mandou largar o direito para fazer filosofia? Quem mandou trocar o intercâmbio para a exterior por aquelas tuas férias inesquecíveis na Bahia?! Quem mandou você se apaixonar pelo mesmo cara 2 (3,4...) vezes? Quem mandou você dar a cara a tapa? Nem todo mundo tem o seu caráter, menina. Ops, mulher. Ou seria, uma mulher que ainda carrega em si, a ingenuidade e a fé, de uma menina? Dá nisso... Numa mulher que sabe o que quer. Que aprendeu com os erros, porque se deu o direito de errar. Que sabe que o causa inveja em uma mulher, é a segurança e o sorriso escancarado, e não seios durinhos de uma adolescente... Quem mandou você se empoderar? Quem mandou você aprender sobre sororidade na prática e na marra do dia-dia e a fugir das teorias? A culpa é sua, mulher! Que quis fazer o teu próprio caminho. A culpa é sua por estar exausta e perdida, quem mandou ter tanto amor dentro de si e querer ser MÃE em todos os sentidos da palavra? A culpa é sua por estar no segundo divórcio! Quem mandou não seguir o conselho daquela amiga e arrumar um amante pra ir “Levando” o casamento com a barriga, só para manter o status de mulher casada? A culpa é sua por acreditar em fidelidade. A culpa é sua por nunca parar num emprego formal! Quem manda sonhar alto demais?! A culpa é sua por nunca estar feliz com nada...quem manda não se acomodar nos padrões? Dá nisso...dá numa vida com buscas, com questionamentos, com mudanças...com aventuras, cheia de histórias para contar, com propósito de felicidade! A culpa é sua que exige demais! Quem manda você acreditar no teu potencial? A culpa é sua de não parar com namorado nenhum! Quem manda acreditar no amor? Em cumplicidade, em carinho, e que tudo isso é possível em uma pessoa só? Dá nisso... A culpa é sua por ser taxada de FÁCIL. Quem mandou sair só com as amigas, dançar o quanto quiser, se jogar quando toca um funk e beijar um desconhecido? E depois outro, mais interessante do que o primeiro...e decidir se vai ou não pra casa sozinha. Dá nisso...mandar na própria vida; Jurar amor eterno numa noite e descobrir que o eterno pode ser tão efêmero quanto o borbulhar do champagne. A culpa é sua porque vive apertada de grana! Não quis sair da casa dos teus pais, viver a liberdade, ir morar sozinha ou rachar um micro ap com aquela tua amiga hippie?! Dá nisso...maquiagens nacionais, sapatos gastos, jantares em fast-food e baladas em botecos...aquele músico charmosíssimo cantando pra você, alguns arrependimentos, algumas lágrimas solitárias, alguns porres mal curados e a certeza de que está no caminho certo, quando nada dessas coisas que você supostamente perdeu, te fazem falta. É...a culpa é sua, mulher! Que escolheu se tornar uma MULHER, de carne, osso, sentimentos e caminhos. Que escolheu amadurecer sem atalhos. Florescer com espinhos. Quem mandou perder o medo da chuva, das ruas escuras, da vida? Dá nisso... Numa mulher que sabe de onde veio, que cultivou suas raízes, e mesmo que não saiba ainda pra onde vai, sabe que pode ir pra onde quiser. Pois é! Quem mandou ser MULHER?! Bruna Stamato

Nenhum comentário:

Postar um comentário