domingo, 30 de agosto de 2015

Crie asas e...desacomode-se!

O comodismo é um vício tão maligno quanto qualquer droga. Ele te paralisa e te deixa apático. Você enxerga mas não quer ver. Você ouve mas não quer realmente escutar. Não quer escutar sua voz interior, que as vezes grita na esperança de que você se mexa mas nada no mundo parece interessante o suficiente, nada te motiva muito além do habitual. Já bem diz o ditado que se a mudança é apavorante, experimente a rotina: É letal. Quando a rotina perde a cor e o entusiasmo se vai, só fica o comodismo, você se conforta e se confronta dizendo “A vida é assim mesmo.” Mas a vida não precisa ser assim mesmo. Todos nós procuramos um lugar seguro e agradável para criar raízes mas nenhum de nós pode ser feliz sem ter asas. Não importa se os teus sonhos parecem inalcançáveis; Crie asas em seus calcanhares! Se os problemas parecem intransponíveis; Crie asas em seus calcanhares! Se o comodismo te finca ao chão...asas nos calcanhares! Se acomode num abraço apertado, numa cama gostosa...se acomode em uma rotina mutável, jamais se acomode no que não é o seu ideal, nada daquilo que você desejou pra si mesmo porque o comodismo é tóxico. Com o tempo ele envenena o seu sangue com medo e você se torna um eterno dependente. Acomode a sua alma em um corpo sadio. Acomode sua mente em um ambiente tranquilo mas nunca acomode seus neurônios na mesmice. Não precisa mudar de trajeto se você gosta do percurso que faz todo dia mas também não deixe de achar que outro caminho pode te encantar e ser bom. Não precisa deixar de pedir a sua sobremesa preferida mas não deixe de buscar outros sabores, nunca! O comodismo te faz achar que você já viu demais, que já trabalha o suficiente e que amores esfriam com o tempo mas o comodismo é inimigo do tempo, acredite. O tempo não serve para nos acomodar, ele serve para nos ensinar, para nos conformar com o que não pode ser mudado mas mero comodismo sempre pode ser exterminado! Você ainda não trabalhou o suficiente, ainda há muita coisa para se aprender! Você pode ter rodado o mundo inteiro mas ainda não provou certa comida típica e amores não esfriam com o tempo, só os acomodados, os que nunca foram amor de verdade, amor de verdade se renova com o tempo, renasce, se transforma e não perde a graça...se o seu coração está muito acomodado, crie asas e desacomode-se imediatamente! Paixão é um excelente antídoto anti- monotonia. Bruna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário