quarta-feira, 5 de abril de 2017

Sobre pessoas gostosas





Não. Sinto te decepcionar, mas eu não pretendo falar aqui de peitos, pernas e abdômen sarado (ou não somente *risos*). É sobre as pessoas verdadeiramente goxxxtosas, que nos dão tesão de vida.

Pra mim, uma pessoa gostosa de verdade é aquela que se deixa levar, que é maleável, na cama, e no cotidiano maçante da vida. É quem reage com um sorrisão, daqueles que a gente gosta de ver e ouvir! Que tenta ver o lado bom primeiro e mesmo quando não consegue, o mau humor não dura mais que 15 minutos.


Gente gostosa é quem ri de si mesma. Quem não se defende a todo momento, quem já aprendeu que cair faz parte da vida e não nega ajuda à alguém, com medo que esse alguém lhe peça mais que uma mão, porque elas sabem que são gostosas e não têm receio de compartilharem tamanha gostosura.

Uma pessoa muito gostosa, pra mim, é uma pessoa que topa um convite de cara, sem muitos “por quês” e “poréns”. É alguém disponível pra vida e principalmente, disponível para si mesmo.

Gente que se permite apaixonar-se perdidamente numa noite qualquer, por um olhar 43 e, desapaixonar-se com a mesma facilidade na manhã seguinte. Ou no mês seguinte. Ou...quando DEUS quiser!


Gente que se ENTREGA. Que demonstra prazer. Que GOZA, as maravilhas de se estar vivo.


Tenho um mega tesão de vida em quem fala “Tô indo!” e vem! Em quem não fica perguntando muito se tu não tá bem, chega sem avisar e te faz companhia, seja para secar uma garrafa de Martini ou 2 litros de Coca Cola com uma pizza bem gordurosa.


Gente que não teme a ressaca do dia seguinte.


Gostosura, pra mim, não é necessariamente um físico em dia. Até porque eu prefiro neurônios bombados a músculos rígidos. Do que me adiantaria o contrário? Neurônios subnutridos, uma mente fraca com bíceps fortes? Leva mal não, mas não é comigo. Inclusive, sou da época das curvas. Do tato, do olfato. De mãos que deslizam pelo pescoço para debaixo do cabelo e pegam pela cintura e não no teclado de um smartphone.

Não é só pegada e apalpada não. É mais que isso. Muito mais! É sobre savoir faire.


Pessoas gostosas não precisam ter barriga 0, precisam ter CHATURA 0. Sem celulite? NÃO! Sem mimimi. Dessas que marcam uma cerveja em plena terça feira. Uma viagem rápida sem programação prévia e que gostam de receber os amigos. Sem datas específicas. Gente que não tem amizade sazonal.


Nada me enlouquece mais que uma conversa que flui, com olho no olho e tiradas inteligentes na hora certa.

Bom humor é um troço altamente excitante. Já experimentou?!

Os contidos que me perdoem, mas gente gostosa é meio louca.

Ou não. Vai depender do ponto de vista.


Pra mim, loucura é planejar todos os dias do meu mês, anotar tudo na agenda e ignorar o acaso, o destino, e não se permitir as mudanças naturais de curso. Loucura pra mim é recusar o convite de uma festa por “não ter roupa”. É deixar de estar com quem se ama por “falta de tempo”.

Eu gosto das pessoas que se permitem um banho de mar pra curar o porre ou àquele amor ruim como tequila barata. Gente que sabe que chuva não mata. Que se deixa molhar...por completo.


Eu gosto de gente com inteligência emocional. Inteligência emocional suficiente para se permitir perder o controle. E eu piro em gente que pira, de vez em quando. Tenho uma queda forte por gente impetuosa, imprevisível. (E que goste de andar de mãos dadas)


Gente que sabe brincar, mas que não curte jogos. Capisce?


Um cara gostoso pra mim, é aquele que não faz rodeio, que já diz pra que veio, sem, necessariamente, muita coisa precisar dizer. Tem coisa mais sensual e arrebatadora do que ouvir “Eu vim pra te ver.” ?! Aliás...um olhar certeiro e profundo, me causa mais arrepios do que qualquer besteira erótica dita ao pé do ouvido.


Uma pessoa gostosa é uma pessoa que se permite ser amada. E isso é um dom, acredite. Deixar um outro ser penetrar-lhe o corpo é relativamente fácil. Quero ver deixar-se penetrar na alma. No dia – a dia. Quando os holofotes se apagam e a música acaba. Uma pessoa genuinamente GOSTOSA não teme o dia seguinte. O amanhecer não a assusta.


Porque pessoas genuinamente GOSTOSAS são de verdade. Não precisam de máscaras.


Só se for entre quatro paredes... Mas aí, eu te falo em um outro texto...



Bruna Stamato


Nenhum comentário:

Postar um comentário