quarta-feira, 19 de julho de 2017

Existem algumas faltas que devemos agradecer...



Se você quer saber, eu chorei de saudade e senti a sua falta mesmo depois de tudo, porque o tudo tornou-se nada quando me vi sozinha.  E se você quer saber, eu não pretendo te mandar nenhuma linha.
Se você quer saber, essa dor me consumiu por muito tempo, mas só eu soube disso, foi escolha minha.

Te deixar não foi uma escolha minha; Cair nas rasteiras da vida também não é escolha de ninguém. Os tombos são inevitáveis, mas, permanecer no chão é opcional. E eu decidi, que mesmo com o coração partido, em milhares de pedaços, que eu não iria morar no fundo do poço que a tua ausência me atirou.  Fui até lá, se você quer saber…mas foi bom porque eu pude ver quão profundo eu desci em mim, vi todos os meus sofrimentos  ali, tudo que eu já passei e escolhi emergir. Já vivi muita coisa, não é você que vai, à essa altura do campeonato, me atirar num calabouço. Me condenar a solidão.

Você não era a pessoa que eu achei que fosse, mas esse erro eu assumo. Ponto.
Eu esperei muito de alguém que sempre foi tão pouco… Eu quis fazer de você uma pessoa melhor, mas não pude incumbir em ti as características que eu queria que você tivesse. Caráter é um troço que não dá pra se adquirir. Tua grana não compra. Ou se nasce com, ou sem. Não temos mais o que discutir.

Se você quer saber, eu fiz mesmo muitos planos pra nós. Eu me mudei ao máximo para me adaptar ao teu gosto, para fazer bonito, para caber nos teus moldes. Eu quis te dar o amor maior amor do mundo, quis te trazer pra minha vida, e você me largou à própria sorte. E se você quer saber, eu também cansei disso. Eu cansei de mim. Eu cansei de você.
Eu mudei. E você reparou. Mas não foi só o corte de cabelo nem a minha nova tattoo; Eu mudei as minhas atitudes comigo mesma e o mundo está refletindo! Agora eu saio sozinha, uso saia curta e respondo sorrindo! Nada mais de lágrimas e culpas meu amigo! Decido quem tira o meu batom, se você quer saber. Mas uma coisa continua a mesma, por incrível que pareça, eu enjoei de você! O tempo não mudou a minha cabeça. Você é o velho “você” no meu mundo todo novo, não tenho espaço pra isso, devo te dizer. Não, não insista, tá lotada a minha agenda…

Agora eu escrevo o que eu quero, para quem quiser ler!
E não penso em sair correndo, me refugiar em outros braços, morrendo de medo de ter medo de ficar sem você. Não tenho mais essa necessidade, aprendi a me curtir e escolhi ver o lado bom das coisas, hoje eu aprecio a liberdade!
Se você quer saber, acho que existem certas faltas que são um verdadeiro presente da vida. E por esta falta sua que ganhei, eu vou agradecer!
Não, a vida não ficou perfeita nem um mar de rosas desde que você se foi, mas eu decidi tomar o sofrimento como lição e aliás, muito obrigada por ter sido uma ótima escola pro meu coração.

Se você quer saber, eu não vou mais sofrer por qualquer um não…mas voltei a acreditar no amor, a acreditar em mim mesma e  vou me entregar sim á uma nova paixão!
Deixo pra você um mar revolto de memórias e as lacunas em branco que o meu amor te causará, por mais que você não tenha ainda se dado conta e não vá nunca admitir, o meu amor é joia muito rara, dessas que não se encontram fácil por aí. Porque você tem a minha presença e o meu carinho pra lembrar, eu, nada tenho de ti.
E se você quer saber…você vai chorar até dormir.
Eu agora sigo em paz, porque a errada não fui eu por te amar de mais, o louco foi você por não saber o que é amor, e por não ter dado valor eu segui a vida e te deixei pra trás.
E se você quer saber, eu não volto nunca mais!



Nenhum comentário:

Postar um comentário